segunda-feira, 7 de janeiro de 2019


MEU INTUITO É SEGUIR PARA O CÉU, COM JESUS PARA SEMPRE IREI MORAR
                     I
A vida na terra é passageira
Da morte não vai escapara ninguém
Com quase mil anos Matusalém
Seu corpo virou todo em poeira
Tem alma que fica prisioneira
Pois não sei onde ela vai parar
Enquanto o crente vem confirmar
Salvação que é o nosso troféu
Meu intuito é seguir para o Céu
Com Jesus para sempre irei morar.
                            II
Na vida já estive condenado
Pois antes eu não era convertido
Agora minha vida tem sentido
E por Deus sou muito abençoado
Para o Céu eu me sinto preparado
Veio Deus meus pecados perdoar
Diante dele quero declarar
Do pecado eu não quero virar réu
Meu intuito é seguir para o Céu
Com Jesus para sempre irei morar.
                          III
Todos nós buscamos a salvação
Sei que é a nossa grande vitória
Com Jesus viver no Reino da Glória
E o Céu ser nossa habitação
Pra viver na mais pura perfeição
Sendo o Céu o verdadeiro lugar
Jesus que fica a nos esperar
Por isso pra ele tiro o chapéu
Meu intuito é seguir para o Céu
Com Jesus para sempre irei morar.
                      IV
Lá está a nossa eternidade
E também nossa verdadeira luz
O filho de Deus o nosso Jesus
Que morreu pela nossa liberdade
Sofrendo tanta da barbaridade
Pra poder a nossa alma salvar
Provando que veio pra nos amar
Ao morrer ele já rasgou o véu
Meu intuito é seguir para o Céu
Com Jesus para sempre irei morar.
                       V
É tão bom a gente ter a certeza
Que o Céu será o nosso destino
Não ter mais a vida de peregrino
Pois Jesus é a nossa fortaleza
Num lugar puro e cheio de beleza
O crente pode nele habitar
A alma segue firme sem parar
O corpo fica aqui no mausoléu
Meu intuito é seguir para o Céu
Com Jesus para sempre irei morar.
                     VI
Finalizo deixando um convite
Aquele que ainda não é crente
Aceite Jesus venha com a gente
Em Jesus eu peço que acredite
Pois Jesus nossa entrada permite
Lá no Céu onde fica a governar
O melhor a gente poder passar
A vida lá não tem gosto de féu
Meu intuito é seguir para o Céu
Com Jesus para sempre irei morar.
              Mossoró-RN, 06.01.2019
                    Ilton Gurgel, poeta,








                

segunda-feira, 19 de novembro de 2018


O BRILHO DA LUA CHEIA
                 I
O Céu está muito lindo
Imaginação passeia
Nesta noite tão brilhante
De inspiração na veia
Com este brilho da lua
Que na noite nos clareia.
                  II
O brilho da lua cheia
Acho significante
Dá uma tranquilidade
Nessa beleza constante
Com a brisa desta noite
Pra todos é importante.
                 III
Nada a ele semelhante
É um brilho natural
Embelezando a noite
Neste clima tropical
Brilho que pro romantismo
Eu acho fundamental.
                IV
Mexe no sentimental
E na sensibilidade
É um brilho que detalha
Toda nossa liberdade
Quando a noite passar
Sei que vai deixar saudade.
                   V
Com prazo de validade
A gente não se iluda
A beleza é passageira
Fato que ninguém acuda
Pois sabemos que a lua
Pra outra faze já muda.
                 VI
Pro romance é uma ajuda
A beleza favorece
Depois de quarto crescente
Lua cheia aparece
A beleza nesta fase
Sabemos que acontece.
                  VII
E logo que anoitece
O Céu fica estrelado
Nesta fase tem a lua
Com seu claro encantado
Um brilho inconfundível
Por todos é esperado.
              VIII
Por ser tão qualificado
Esta fase pro amor
O claro da lua cheia
Com brilho encantador
Atinge o coração
E nosso interior.
               IX
Nem precisa de sensor
Para identificar
A beleza natural
Que a lua vem mostrar
Com o claro e seu brilho
Para diferenciar.
             X
Apenas acrescentar
A sua grande beleza
Encanta quem admira
Espanta toda tristeza
É um presente divino
Para nossa natureza.
                XI
A lua que com certeza
Nunca será destruída
E por Deus ela mantém
Preservada sua vida
Mostrando toda beleza
A ela atribuída.
             XII
Nesta noite tão querida
Fiz a minha homenagem
A noite de lua cheia
Com sua linda bagagem
E aqui nesta poesia
Deixei a minha mensagem.
            Mossoró-RN, 18.11.2018.
                  Ilton Gurgel, poeta.






sexta-feira, 16 de novembro de 2018


FLASH SOCIAIS
                   I
Escutar um bom programa
Ouvinte se atualiza
E o Flash Sociais
Dele a gente precisa
Programa de alto nível
Nosso melhor realiza.
                II
Programa que enraíza
Na nossa sociedade
Onde tem Tica Soares
Nós temos capacidade
Patrimônio social
Que tem na nossa cidade.
                 III
Tendo por finalidade
Todo fato divulgar
Da nossa sociedade
Que Tica vem relatar
Um destaque merecido
No programa destacar.
                IV
Ela vem apresentar
Com o seu grande talento
Festa de aniversário
Noivado ou casamento
Batizado ou encontros
Relata qualquer evento.
                 V
Tica em todo momento
Mostra a sabedoria
Destaca com elegância
O fato que anuncia
Com certeza na cidade
É a melhor sintonia.
                 VI
Tica tem autonomia
Com seu nível cultural
Vejo em Tica Soares
Uma profissional
Que eleva auto estima
Nesse meio social.
              VII
Tão intelectual
Marca a nossa história
Pois a nossa Caraúbas
Guarda na sua memória
Todo trabalho de Tica
Que faz com honra e glória.
                 VIII
Tica na nossa história
Ela é uma grandeza
Seu trabalho muito bom
Mostra toda a beleza
Da nossa sociedade
Ela mostra com nobreza.
                IX
Horário por natureza
Ter rádio sintonizado
Ouvindo Tica Soares
Rádios net é encontrado
Internet que nos liga
O mundo globalizado.       
                X
Sou um privilegiado
Por ser ouvinte também
Dum programa excelente
Boas qualidades têm
Pois ele em nossas vidas
Com certeza só faz bem.
                XI
A onda sonora vem
Com ela a evidência
Pra o sucesso total
O trabalho é a essência
Pela boa qualidade
É líder em audiência.
               XII
Pois do rádio a frequência
Com todos os seus ramais
Faz a recomendação
Nos seus quadros atuais
Parabéns Tica Soares
Pelos Flash Sociais.
           Mossoró-RN, 16.11.2016
                 Ilton Gurgel, poeta.




quarta-feira, 14 de novembro de 2018


NOVEMBRO AZUL
               I
A saúde é importante
Na vida do ser humano
Precisamos ter cuidado
Prevenir é nosso plano
Cuidar da nossa saúde
Não é cometer engano.
               II
Sabemos que todo ano
Ocorrendo em Novembro
Famoso “Novembro Azul”
Do exame eu me lembro
Quem poder fazer agora
Não deixe para Dezembro.
                 III
Preconceito eu desmembro
Pra saúde é importante
Pois o exame da próstata
Tem que ser perseverante
E fazer todos os anos
Pra saúde ser constante.
                 IV
O trabalho é brilhante
O Governo Incentiva
A equipe de saúde
De uma forma ativa
Empenhada no trabalho
Com tarefa atrativa.
                 V
De forma adjetiva
O homem tem que fazer
Esse exame da próstata
A prevenção vem trazer
Evitar complicações
Antes de adoecer.
              VI
Pronta para atender
A equipe de saúde
Quem a mesma procurar
Faz brilhante atitude
E fazer esse exame
Pra viver com plenitude.
               VII
Pois depois da juventude
Começa aparecer
Todo tipo de doença
Na vida acontecer
Prevenir é o melhor
Pra precoce não morrer.
               VIII
Próstata que vem trazer
Sérias complicações
Quando a doença vem
Vemos poucas soluções
Por isso que prevenir
São as recomendações.
                 IX
Mudar de opiniões
Superar o preconceito
O homem deve fazer
O exame tão perfeito
Pois o exame da próstata
Todo homem tem direito.
                 X
Pois o câncer não tem jeito
Quando o mesmo aparece
A imunidade baixa
O ataque acontece
Fragiliza a saúde
Quando o homem envelhece.
                 XI
Para isso que acontece
Todo ano a campanha
Chamada “Novembro Azul”
Que não é ima barganha
Pois o homem se cuidar
A doença não apanha.
                XII
E assim esta campanha
Precisa ser divulgada
Quem tiver mais de quarenta
Que seja participada
Pois esta campanha é
Muito bem recomendada.
          Mossoró-RN, 14.11.2018.
               Ilton Gurgel, poeta.




sexta-feira, 19 de outubro de 2018


A CURA DE DEZ LEPROSOS
                 I
No Evangelho de Lucas
Tem uma linda passagem
No capítulo dezessete
Onde tem a abordagem
Versos onze a dezenove
Lucas fala com coragem.
                II
O principal personagem
Jesus o Nosso Senhor
Ia pra Jerusalém
Com grupo de seguidor
Samaria e Galileia
Seguia com seu amor.
               III
Jesus Cristo o bom Pastor
Numa Aldeia entrou
Um grupo de dez leprosos
Cada um forte gritou
Para Jesus os curar
O grupo longe ficou.
              IV
Jesus logo ordenou
Cada um se apresentar
Aos sumos sacerdotes
Existentes no lugar
Os corpos purificados
Cada um observar.
                V
Quando foram caminhar
Já foram purificados
Sem chegarem os destinos
Que Jesus tinham mandados
Livre daquela doença
Foram todos libertados.
                  VI
Dos dez que foram curados
Somente um que voltou
Dando glória em voz alta
Agradeceu e clamou
O restantes dos leprosos
Outro destino tomou.
                 VII
O que veio se prostrou
Com o rosto sobre a terra
E aos pés de Jesus
Viu que Jesus nunca erra
Com a fé que ele tinha
Tinha vencido a guerra.
                  VIII
Não era a sua terra
Por ser um samaritano
Inimigos dos judeus
Mudou todo o seu plano
Passou a seguir Jesus
A partir daquele ano.
                IX
Jesus Cristo o soberano
Ao homem perguntou
Os outros nove curados
Somente ele voltou
Justamente um estrangeiro
A Jesus glorificou.
                X
Ele também conquistou
Por Jesus a salvação
No versículo dezenove
Faz essa explanação
- A tua fé te salvou
Disse Jesus ao irmão.
               XI
Exemplo de gratidão
Que a Bíblia nos revela
A cura que Jesus fez
Essa passagem atrela
Sobre o agradecimento
Maioria amarela.
             XII
Essa passagem tão bela
Com versículos famosos
Lucas no seu Evangelho
Nos estilos caprichosos
De Jesus mais um milagre
A cura de dez leprosos.
             Mossoró-RN, 19.10.2018.
                     Ilton Gurgel, poeta.

                



sábado, 13 de outubro de 2018


ADEUS A SEU CASSIANO
                  I
Hoje a nossa cultura
Um grande membro perdeu
O escritor Cassiano
Que em vida mereceu
Um destaque especial
Quando aqui permaneceu.
                  II
A cidade entristeceu
Com essa perda do ano
Sendo um caraubense
De um coração humano
Família tradicional
Nosso amigo Cassiano.
                III
Era um homem soberano
Na arte de escrever
Os seus livros publicados
Vinham sempre atender
Leitor que admirava
Tudo que vinha dizer.
                IV
Da cultura ao lazer
Seu Cassiano gostava
A nossa banda de música
Tanto ele apoiava
Um homem que Caraúbas
Inteira admirava.
                  V
Cassiano que amava
Tudo que ele fazia
Sobre a nossa cidade
Amava e defendia
Dele tinha o apoio
Nesse nosso dia a dia.
               VI
Tudo que ele queria
Era sim desenvolver
Os projetos culturais
Que sempre vinham crescer
Na nossa literatura
Trabalhava com prazer.
                VII
Militar a defender
Também a nossa Nação
Ele nas forças armadas
Seguiu sua vocação
Carreira de militar
Foi sua convicção.
             VIII
Ele do nosso Sertão
Foi pro Rio de Janeiro
Servindo a nossa Pátria
Nosso solo brasileiro
Cassiano em sua vida
Seguiu todo seu roteiro.
               IX
Nossa festa de Janeiro
Sempre estava presente
Nas salvas do meio dia
Para ele atraente
Nunca perdeu uma festa
Mesmo morando ausente.
                  X
Um homem inteligente
Bastante determinado
Amava sua esposa
Sempre muito dedicado
Ela que em vida teve
Dele todo o cuidado.
              XI
Sou um privilegiado
Por eu homenagear
Nosso amigo Cassiano
Filho do nosso lugar
Da Fazenda Timbaúba
Sua vida iniciar.
             XII
Pude homenagear
Meu colega escritor
Homem sério competente
Nós sempre demos valor
Adeus a seu Cassiano
Um grande batalhador.
           Mossoró-RN, 10.10.2018.
                  Ilton Gurgel, poeta.