quarta-feira, 21 de maio de 2014

CARNE DOBRA SEU VALOR, COM SALÁRIO CONGELADO.




I

Tem irregularidade

Que ocorre em nossa vida

Uma área aquecida

Onde está toda verdade

Produto de qualidade

Com o preço remarcado

Aumento exagerado

Pelo especulador

Carne dobra seu valor

Com salário congelado.

II

Seu aumento é certeza

Isso ninguém agüenta

O preço dobra e aumenta

Com toda sua franqueza

Cresce muito a esperteza

Do produto apreciado

Um sabor qualificado

Mas o preço é um horror

Carne dobra seu valor

Com salário congelado.

III

Sem nenhuma explicação

Todo dia tem aumento

Excelente alimento

Pra subir a inflação

Sua contribuição

De modo intercalado

Tem um preço tão salgado

Para o mesmo sabor

Carne dobra seu valor

Com salário congelado.

IV

Não existe concorrência

Pois o preço é igual

Abater um animal

O preço vem na seqüência

E na mesma imprudência

Todo açougue é aliado

O preço é combinado

Não existe outro fator

Carne dobra seu valor

Com salário congelado.

V

Essa tal de promoção

É coisa maliciosa

Propaganda enganosa

Dessa alimentação

Proteína e nutrição

Como assim é mostrado

Sobe o perco do gado

E não tem opositor

Carne dobra seu valor

Com salário congelado.

VI

A carne sempre varia

Ela é classificada

E em corte separada

Que ao ver nos contagia

Mas o preço contraria

E deixa preocupado

Orçamento apertado

Para o consumidor

Carne dobra de valor

Com salário congelado.

Brasília-Df, 21.05.2014.

Ilton Gurgel, poeta.

Um comentário:

THEO FRANCIERI ARARUNA DE BRITTO Francieri disse...

Meu, grande Amigo Ilton, não só a "Carne", como tudo nesse País, vem dobrando de preços, e os Salários Estagnados...O PT ???? Quem te viu e quem te VÊ...kkkkkkk