terça-feira, 16 de setembro de 2008

MOMENTOS DA NOSSA VIDA
I
Existe na nossa vida
Tanta coisa interessante
Que eu vou contar agora
Com mina voz arrogante
São os momentos da vida
A vida principiante.
II
Vida do ignorante
Esse não sabe entender
De pouco ele conhece
Nem pretende aprender
A não ser ignorar
De tudo que ele ver.
III
Momento de envelhecer
O idoso reclamando
Sente dor e sem saúde
Fica o tempo relatando
Os momentos bons da vida
Ele fica relembrando.
IV
Esse aqui vou relatando
Momento quem é feliz
Vive a felicidade
Do jeito que ele quis
Leva a vida levemente
Liso como um verniz.
V
O chamado infeliz
Procura felicidade
O pobre prisioneiro
Procura a liberdade
Ter outra chance na vida
Ter responsabilidade.
VI
O momento de vaidade
É pra quem não reconhece
Que sem Deus não somos nada
O pecado acontece
Vaidade é um mal
Que o povo não conhece.
VII
Um momento que merece
Aqui no verso falar
Quem vive da humildade
Não gosta de explorar
Reconhece no irmão
Todo o seu trabalhar.
VIII
Outro que vou relatar
Aquele ganancioso
Prejudica as pessoas
Tem também o poderoso
O pior de todo eles
É quem é o mentiroso.
IX
Para quem é preguiçoso
É um caso lastimado
A preguiça é doença
Deixa o cara atrasado
Esse não consegue nada
Nem fica realizado.
X
Um momento horrorizado
Ele não está com nada
É de quem só dá trambique
E lucra com a jogada
Deixando o homem honesto
Com a vida abalada.
XI
A vida que é nos dada
É para aproveitar
Saber como deve agir
Ser honesto e trabalhar
É um presente de Deus
Para a gente desfrutar.
XII
Assim pude relatar
Como é nosso viver
Como vivem as pessoas
Como agem no saber
Muito mais eu poderia
Neste verso escrever.

Caraúbas-RN, 09.11.1982
Ilton Gurgel, poeta.

Um comentário:

Dircina disse...

Olá primo,
Belíssima poesia!...
realmente deveríamos viver os momentos intensamente...

Li uma bonita frase no Correio Braziliense de sábado,me lembrei de você;
"A poesia é a arte de materializar sombras e de dar existência ao nada" Edmundo Burke (Filósofo Irlandês)
Abraços
Dircina