sexta-feira, 15 de agosto de 2008

OBRIGADO MEU SENHOR
I
Obrigado meu Senhor
Por tudo que eu já fiz
Em eu te agradecer
Eu fico muito feliz
Ter Jesus como Senhor
O que meu coração quis.
II
Tudo que o povo diz
Agradeço ao Senhor
Por me dá inspiração
Por em mim muito amor
Por eu nunca guardar mágoas
Eu mostro o meu valor.
III
Obrigado meu Senhor
Por me dá inteligência
Pelas vezes que sofri
Por falta de competência
Eu agradeço por tudo
Esta é minha experiência.
IV
Ter limpa a consciência
Quero lhe agradecer
Minha personalidade
Tudo que posso fazer
Obrigado meu Senhor
Por no mundo eu viver.
V
Tudo que pude fazer
Ao Senhor muito obrigado
Se falei que não devia
Alguém não tiver gostado
Humilde eu agradeço
Mesmo se tiver errado.
VI
Meu Senhor muito obrigado
Por tudo que já passei
Ter o meu objetivo
Que na vida eu alcancei
Um sonho realizado
Daquilo que eu sonhei.
VII
Obrigado pois amei
A quem eu devia amar
Por amar a natureza
E todo meu caminhar
A beleza da floresta
Também as águas do mar.
VIII
Obrigado eu vou dar
A quem já me ajudou
A quem convive comigo
Por minha vida passou
Abençoas Deus por mim
Quem comigo caminhou.
IX
Pra quem me aconselhou
Quem me deu opinião
Se alguém eu magoei
Aqui eu peço perdão
Eu também já perdoei
Quem feriu meu coração.
X
Também peço perdão
De erros que não lembrei
Queira aqui me perdoar
Até do que eu não sei
Eu procuro ser honesto
E bons atos eu farei.
XI
Por tudo que batalhei
Agradeço ao Senhor
Agradeço e respeito
Pois eu sou respeitador
E também eu reconheço
Que também sou pecador.
XII
Obrigado meu Senhor
Outra vez muito obrigado
Por eu ter Jesus na vida
Eu fico emocionado
Pois eu sei que Jesus Cristo
Está sempre do meu lado.

Brasília-DF, 14.08.2008
Ilton Gurgel, poeta.

Um comentário:

Dircina disse...

Olá primo,
parabéns pela poesia, merecia ser
publicada no Correio Brasiliense,coluna do Leitor.
Realmente foi um avanço, mas o melhor é o limite zero. O problema é implementar a fiscalização.
Abraço
Dircina